22 de nov de 2010

pequenas sobrevivências:

eu vou morrer de fome
quando parar de sentir

4 comentários:

Mayara Almeida disse...

Em pouco, disse tudo o que as vezes sentimos indizível.

Roberto Borati disse...

eu nunca fico satisfeito, mas esse seu escrito eu senti, não fome...gosto de quero mais.

ótimo, ótimo!

Gabriel Mayer disse...

E eu vou morrer de tédio
quando parar de fingir.

D.Everson disse...

estou te seguindo, só quero ver a onde você irá me levar hahahahhahaha