5 de jun de 2012

passeio com minha sede pelas ruas
como quem crê que também são tuas
essas vontades incontidas
que travisto no sorriso do encontro

compartir qualquer bebida
para alcançar tuas mãos

tocar, de leve, teu braço
enquanto rio de teus chistes,
das minhas ganas

falar das árvores que decoram
a vista da janela
– olhar da tua janela

te decorar no teu quarto,
na tua quadra, nessas ruas

corrigir tua distância da minha
ecoar teu gosto no gozo

extasiar os olhos
e esses dias
falando de américa
e de amor



te procurar por aí
e te encontrar dentro de mim

2 comentários:

Nina disse...

isso é teu ou copiado de alguém? tem muito a ver com as coisas que tô vivendo e depois te conto ;) ehehe

Camila disse...

que lindo! eu escrevi, mas escrever e sentir tem mesmo dessas coisas. nunca é só nosso :)